Username:
Senha: Esqueceu sua senha? Lembrar Senha. Cadastre-se
Por Que os Homens Sempre Querem Anal?


Noticias:

Todas as notícias de Por Que os Homens Sempre Querem Anal?:

Início -> Sexo -> Crônicas -> Coluna Dr. Palmeira -> Por Que os Homens Sempre Querem Anal?



Caríssimos leitores, caríssimas leitoras, a questão desta semana é muito simples, quase banal mesmo. O problema todo em relação a este assunto é que há muita bobagem sendo dita em torno dele, e quase o tempo inteiro. Como sou muito direto e posso assustá-los, é melhor começar sendo indireto e assim pegá-los de surpresa. Se é que vocês me entendem.

Vamos começar dizendo quais não são os motivos pelos quais a rapaziada quer tanto mandar ver nessa sua bundinha macia:

1. Não, não é porque o sujeito é homossexual recôndito; homossexuais recônditos são identificados de outras maneiras. Por exemplo: toda vez que um sujeito se refere a uma parte íntima de uma mulher de maneira a provocar uma sensação desagradável aos usuários potenciais dessa parte íntima, ele é um homossexual recôndito. O cara que chama a bunda de uma mulher de “Usina de Merda”, esse quer liberar e não sabe. Qualquer sujeito que goste de um belo rabo não vai querer se lembrar de que ele não está aí só para ser violado, e muitíssimo menos vai querer lembrar que mulheres defecam. As minhas fazem rosas;

2. Não, não é para fingir que está comendo outro homem. Em caso de dúvida, volte ao item número 01;

3. Não, não é porque ele é um sádico que só obtém prazer mediante extorsão. Isso é injusto porque é uma hipótese incompleta demais.

4. Não, não é puro desejo de dominação. Isso também é incompleto.

5. Não, não é porque ele é um machista egoísta que só pensa em si. Isso é só uma afirmação que, na verdade, não quer dizer nada. Ele pode ser tudo isso e nada disso te necessariamente algo a ver com sua bunda. Concentre-se em sua bunda e tudo se esclarecerá.

Esclarecidas as não-causas, passemos ao que interessa. Se não é por causa disso tudo, onde é que a Revista Nova erra todo ano, naquele caderninho lacrado? Erra em não me consultar. Masturbei-me muito sobre aquele caderninho no início dos anos 90, e eles nem se dignam a me consultar. Por isso erram.

Percebam: todo o prazer do sujeito homem é, de uma maneira ou de outra, invasivo. Homens curtem enfiar coisas em lugares quentes. Dedos, língua, o que for; em bocas, entrecoxas, o que seja: o importante é entrar e, uma vez lá dentro, divertir-se.

Juntem os pontos. Divertir-se, dentro, bunda. Qualquer pessoa normal percebe que uma bunda bonita é um troço absolutamente insuperável. Peitões não são nada perto de uma bela bunda. Adultos com fixação em seios destroem inexoravelmente todas as suas relações. Adultos com fixação em pés normalmente comem carne humana. Adultos com fixação em bunda vão querer comer a sua mas, francamente, o que você prefere?

Portanto, quererem entrar na sua bunda é a coisa mais normal do mundo. Que, na maior parte das vezes, você tenha que olhar para a parede durante essa normalidade toda, isso só melhora tudo. Aí entra uma certa dose de sadismo e de desejo de dominação. Sozinhos, esses elementos não podem nada. Associados à sua bunda, suas costas, seus cabelos e seus gemidos surdos, tornam-se temperos telúricos indispensáveis (seja lá o que isso queira dizer). Se é que vocês me entendem.

Além do mais, a vagina pressiona o membro viril de seu parceiro em ondas, da base ao topo e do topo à base. Isso é bom. Já seus poderosos esfíncteres, alocados num canal tão estreito como aquele nos quais estão alocados, oferecerão pressão uniforme e homogênea ao longo da peça toda. Resistência. Isso é ótimo. Que doa um tanto em você e você ainda goste, isso a torna a mulher perfeita. Orgulhe-se.

Ademais, para as que fingem que não sabem: quando vocês gozam, seus esficterezinhos latejam. Quando eles latejam em torno de algo, valha-me Deus. Já se travaram mais guerras por essas latejadinhas do que por todo o dinheiro do mundo.

E ainda há o ritual do sacrifício. Preparar a mulher para a maldade toda é quase tão bom quanto o ato em si. E há todo o gel envolvido. E, se der certo e ela gostar, aconteça o que acontecer entre você e sua vítima, dali em diante ela sempre será aquela moça que você enrabou. Compreendem? Não importa o que você faça, esse cara virou uma espécie de dono seu. Nada do que você diga poderá levantar o fato histórico de que o camarada já comeu sua bunda e que você achou isso muito bonito. Você tem que respeitá-lo, oras.

é por essa simples conjunção de fatores banais que, dada a menor intimidade, seus companheiros já vão lhe sugerindo coisas. Não fique brava, nem acredite em hipóteses descoladas da realidade. Ora, mas e a possibilidade de haver sujeira? Ela existe, mas é bem menos séria do que imaginam as cabecinhas inexperientes que escrevem para a Revista Nova. E um homem de verdade não se importa com esses riscos menores. Como diria aquele belíssimo ditado sardo: “Mincra reta non time culo cacao”.

Se é que vocês me entendem.

Dr. Evair Palmeira

www.leveiumpenabunda.com.br


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dicas sobre sexo.
Dicas sobre dietas.
Dicas sobre cultura.
Dicas sobre dinheiro.
Dicas sobre esportes.
Dicas sobre Namoro
Dicas sobre restaurantes.
Dicas relacionadas com Homossexualidade

Sites Interessantes:

Dicas Viagens Diretório Seguros Diretorio Cirurgía Empréstimos
Anúncios Gratis de ServiçosGuia FenixDiretório IndustrialDiretório Brasil


Início | Chat | Fórum | Cadastre-se | Fale conosco | Recomende este site | Enquetes