Username:
Senha: Esqueceu sua senha? Lembrar Senha. Cadastre-se
O Ponto G Feminino


Noticias:
O Ponto G Feminino Equipe de futsal sergipano se reabilita no Campeonato Brasileiro ...
Em 19-12-2006.

Após a derrota para o Paraná na estréia do Campeonato Brasileiro Feminino de Seleções, disputado em Salvador-BA, a seleção sergipana conseguiu um bom resultado ao empatar com as anfitriãs por 2 a 2 ontem, 23. O resultado deu o primeiro ponto para cada uma das agremiações na chave G, o que as colocou juntas na terceira colocação. ...

Ler mais

 

Todas as notícias de O Ponto G Feminino:

Início -> Sexo -> O Ponto G Feminino

Existe o consenso de que a maioria das mulheres tem dificuldade de atingir o orgasmo apenas com a penetração. O mesmo ocorre com o Ponto G. É por isso que existem aqueles que duvidam ou não acreditam que ele existe.

Sua descoberta teria sido nos anos 50, pelo ginecologista Ernest Graffenburg. Entre os praticantes do sexo tântrico o ponto existe há “milhares de anos”.

Teoricamente não seria um ponto, mas uma área da vagina extremamente sensível, localizada na parede anterior, cerca de 2 a 5 cm de sua entrada. Se a mulher não estiver bem estimulada ele poderá ter o tamanho de uma ervilha.

Para quem quiser explorar e descobrir se tem um Ponto G, as paredes da vagina têm uma textura delicada. Você poderá senti-las com os dedos. No ponto G essa textura da parede seria um pouco mais espessa, mais grosseira, mais ou menos como a de uma amêndoa.

A melhor forma de descobrir se tem ou não um Ponto G, segundo sugestão de especialistas, seria colocar o dedo até a segunda articulação e realizando movimentos repetitivos junto à parede anterior da vagina (masturbação). Segundo algumas mulheres e especialistas é preciso ter perseverança, além de um alto nível de excitação.

Segundo relatos essa área seria bastante sensível, e devidamente estimulada seria capaz de proporcionar à mulher horas de prazer. A sensibilidade pode variar de acordo com o período do mês. Algumas mulheres que descobriram ter o Ponto G relatam que o orgasmo é tão intenso que chegam a molhar a cama, devido a quantidade de fluido/liquido produzido e escoado. Esse líquido seria diferente da urina, na cor e no cheiro, caracterizando o que muitos chamam de ejaculação feminina..

Há mulheres que relatam sentir uma sensação estranha durante a estimulação do local, semelhante á vontade de ir ao banheiro, mesmo que tenham esvaziado a bexiga antes de explorar o local. Outras relatam uma intensa contração de todos os músculos pélvicos, inclusive o reto.

Dependendo da localização e do tamanho do seu Ponto G é possível alcançá-lo ou não durante a realização do ato sexual. Especialistas dizem que a estimulação é mais fácil quando a pelve encontra-se mais elevada. Segundo eles, posições como ficar de quatro ou encurvada para frente com penetração por trás também favoreceriam sua estimulação.

Por outro lado muitas mulheres, a sua maioria pode dizer, relatam não ter ou desconhecer o local. Se este for o seu caso, saiba que uma mulher nunca é igual à outra. Portanto antes de se sentir inferior por não ter um Ponto G, ou por não consegui-lo encontrar, lembre-se que o sexo não se restringe apenas a essa área.

De qualquer maneira sua existência ainda é uma polêmica entre os especialistas da área.

Particularmente não só acredito como posso afirmar que ele existe. Vale a pena tentar, mas não se esqueça de que a sensualidade e a sexualidade de uma mulher estão muito além do ponto G.

Kelly Cristine Barbosa Cherulli
Sexologa


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dicas sobre sexo.
Dicas sobre dietas.
Dicas sobre cultura.
Dicas sobre dinheiro.
Dicas sobre esportes.
Dicas sobre Namoro
Dicas sobre restaurantes.
Dicas relacionadas com Homossexualidade

Sites Interessantes:

Dicas Viagens Diretório Seguros Diretorio Cirurgía Empréstimos
Anúncios Gratis de ServiçosGuia FenixDiretório IndustrialDiretório Brasil


Início | Chat | Fórum | Cadastre-se | Fale conosco | Recomende este site | Enquetes