Username:
Senha: Esqueceu sua senha? Lembrar Senha. Cadastre-se
Comidas Afrodisíacas
História dos Afrodisíacos
Plantas Afrodisíacas


Noticias:

Todas as notícias de Comidas Afrodisíacas:

Início -> Restaurantes -> Comidas Afrodisíacas

Afrodisíacos são bebidas, comidas ou aromas, que têm por objetivo potencializar o prazer sexual. Desde muito cedo na história, a humanidade já procurava por estes estimulantes para poder aproveitar mais os prazeres da vida. Como a maioria das receitas foi transmitida de forma oral, muito se perdeu com o passar dos séculos, mas algumas ainda se mantêm viva até hoje, como o caso da catuaba, ostras, entre outros.

Na Grécia, o culto a deuses como Afrodite, tornava permitido às pessoas cederem aos prazeres do sexo. Eles costumavam realizar orgias em que o orgasmo era buscado em sua totalidade, com o uso de poções afrodisíacas para este fim. Alimentos como cebolas, trufas, peixes eram consumidos por homens e mulheres para estimular o apetite sexual. Perfumes, como o da violeta, eram passados nas zonas erógenas das cortesãs para que os homens aumentassem seu desejo sexual.

Os romanos também tinham suas receitas afrodisíacas, utilizando vísceras de animais para este fim. A diferença é que além de alimentos, eles tinham um apelo visual forte para estimular a sexualidade. Utilizavam aromas e flores para enfeitar os quartos, presenciavam cenas eróticas ao vivo em peças teatrais, o que é um grande estímulo, levando, conseqüentemente, ao aumento do desejo sexual.

O cristianismo trouxe a culpa e o pecado. O sexo já não era mais para o prazer, mas para a procriação. Estimular a sexualidade não era mais considerado um ritual religioso, pelo contrário, era mundano e proibido. Afrodisíacos eram considerados produtos mágicos, oriundos de bruxas e magos que trabalhavam contra a virtude.

Mas nem com todo este discurso os afrodisíacos foram esquecidos. Propriedades afrodisíacas ainda eram encontradas em alimentos e plantas, e a curiosidade permanecia grande. Era muito comum que a alimentos de origem exótica fosse creditada a propriedade de estimular a libido sexual. Ingleses, franceses, e outros povos de todos os continentes, tratavam de melhorar seu desempenho sexual com estas descobertas.

Hoje se sabe que muitas das substâncias usadas em épocas passadas não têm nenhum poder de aumentar o desejo sexual. Ainda não é comprovado que os afrodisíacos funcionam realmente, ou o que acontece não é nada além de sugestão psicológica. O que se sabe é que algumas substâncias agem no cérebro humano a fim de proporcionar sensações agradáveis, mas não necessariamente excitatórias. Apesar disso, muitas pessoas no mundo todo ainda consomem produtos afrodisíacos, bem melhores do que os antigos, como géis, balas, bebidas que supostamente aumentam o desejo e prazer sexuais.

É sempre bom lembrar que o desejo não está no que se consome, mas na fantasia de cada um. Funciona deixar-se levar por ela, pelo momento vivido com o outro e por tudo que possa estar envolvendo a relação sexual. Sem isso, não existe preparado algum que possa fazer um homem ou mulher sentirem mais da relação sexual do que costumam sentir.

É um erro pensar que um produto, por si só, fará o trabalho que o cérebro e corpo precisam fazer junto para uma relação sexual satisfatória. Ele pode ajudar, mas, diferente de produtos como o viagra, que agem diretamente no organismo, a maior parte do ato sexual está em como cada pessoa encara este momento, e o que pode fazer para que ele seja cada vez mais intenso e prazeroso.

Anne Griza
Psicóloga


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dicas sobre sexo.
Dicas sobre dietas.
Dicas sobre cultura.
Dicas sobre dinheiro.
Dicas sobre esportes.
Dicas sobre Namoro
Dicas sobre restaurantes.
Dicas relacionadas com Homossexualidade

Sites Interessantes:

Dicas Viagens Diretório Seguros Diretorio Cirurgía Empréstimos
Anúncios Gratis de ServiçosGuia FenixDiretório IndustrialDiretório Brasil


Início | Chat | Fórum | Cadastre-se | Fale conosco | Recomende este site | Enquetes