Início
Username:
Senha: Esqueceu sua senha? Lembrar Senha. Cadastre-se



Ejaculação Feminina

Início ->Início do forum -> Sexo -> Ejaculação Feminina Responder  

Ir para a página: 1, 2, 3, 4.
Autor Mensagem

carlos.silva

Enviado em 03-03-2008

Algumas mulheres quando estão para gozar contraem o abdomen de tal forma que acabam contraindo a bexiga e acabam "perdendo o controle" sobre a liberação da urina, como normalmente a vagina se contrai no momento do orgasmo a urina acaba passando mais forte gerando uma "vibração" na parte superior da vagina, que é prazeiroza para a maioria das mulheres que experimenta a sensação.

como muitas das glandulas que lubrificam a vagina estão presentes na parte final da uretra (ultimos centimetros) apesar de em menor quantidade do que na propria vagina a mulehr produz ali tb a lubrigicação usual da vagina, por isso a urina sai "misturada" com esse liquido mais claro ou esbranquiçado.

porém essa alteração de cor e cheiro se dá no primeiro jato só. a maioria das mulheres que urinam após uma relação sexual, mesmo com camisinha, podem perceber que o inicio da urina sai esbranquiçado pelo mesmo motivo.

Rosinha

Enviado em 09-03-2008

Essa resposta vem de alguém q já experimentou essa sensação... e já existem estudos sim. Segue um dos relatos que encontrei sobre o assunto.
"Muita gente ainda desconhece o assunto, mas as mulheres também têm ejaculação.

"Ela ocorre depois do orgasmo, numa relação em que a mulher esteja muito excitada", diz a psicanalista e sexóloga Re gina Navarro Lins, autora do livro A cama na Varanda - Arejando nossas Idéias a Respeito de Amor e Sexo, lançado no ano passado pela Editora Rocco. "É um líquido produzido pelas glândulas de Skene, que esguicha da uretra depois do orgasmo e não durante a relação sexual." Segundo a sexóloga, apesar de pouco conhecida, a ejaculação feminina vem sendo estudada desde 1926, quando o médico Theodore Van Velde afirmava que algumas mulheres expeliam um líquido imediatamente após o orgasmo.

Durante anos foram feitas muitas especulações sobre o fato. Uma delas é a constante confusão feita entre o líquido ejaculado e a urina da mulher. "Por falta de informação, muitos homens acreditam que suas parceiras não conseguem conter a urina depois da relação", diz Regina. "Algumas são até aconselhadas a fazer tratamento para incontinência urinária." Regina conta que já recebeu em seu consultório homens que terminaram seus relacionamentos por julgarem muito estranho este costume de suas namoradas.

O passo decisivo para a compreensão da ejaculação feminina foi dado por pesquisadores escoceses que, nos anos 80, estabeleceram as diferenças entre o líquido e a urina.

Este líquido, que é expelido pela uretra, pode ter de 15 a 200 mililitros. Por isso, não se desespere se, depois de uma relação sexual um pouco mais fervorosa, o lençol ficar todo molhado à sua volta.

É impressionante que, às portas do século XXI, ainda se questione a existência da ejaculação feminina. Isso, graças à completa obscuridade em que se vê relegada a sexualidade da mulher.
Embora a ejaculação feminina seja uma descoberta mais revolucionária do que a do ponto G, é um fenômeno ainda desconhecido na nossa cultura.

Ela ocorre com mais freqüência quando esse ponto é estimulado, provocando orgasmos consecutivos na mulher. O líquido límpido e transparente que esguicha da uretra, de repente e em jatos, é produzido nas glândulas de Skene e sua quantidade varia de 15 a 200 ml, podendo molhar bastante o lençol. Não tem nada a ver com o líquido que lubrifica a vagina, permitindo a penetração, pois nesse caso seria produzido no início da relação sexual e não no auge do orgasmo.

No início da década de 80, a análise química desse líquido foi feita na Escócia, estabelecendo a diferença entre fluídos ejaculados e urina.
Entretanto, o desconhecimento da ejaculação feminina como conseqüência de um grande prazer sexual continua fazendo vítimas. Algumas vezes ela é confundida com urina, gerando sérios constrangimentos ao casal. Em outras, é mais grave ainda. Já houve casos de mulheres que foram encaminhadas para operação porque seus médicos acreditaram tratar-se de incontinência
urinária.

Para haver a ejaculação o ponto G pode ser estimulado com o dedo ou com o pênis. Alguns autores consideram mais fácil no início que a estimulação seja feita com o dedo, num movimento para cima e para baixo. A pressão do dedo pode ir aumentando, assim como a velocidade. Ao contrário do que os homens pensam, o clitóris não deve ser tocado para a mulher
atingir o orgasmo ejaculatório.

A reação das pessoas em relação à ejaculação feminina varia da repugnância ao êxtase, da perplexidade à aceitação. Uma mulher de 27 anos relata o que sentiu quando ejaculou pela primeira vez: "Quando aconteceu senti uma espécie de medo por não saber o que estava acontecendo. Estava com um ex-namorado que eu não via há um ano. Foi por acaso. Ele estava com o dedo dentro da minha vagina brincando, quando explodi por completo. Comecei a ter muitos orgasmos seguidos, acho que uns dez. Ele ficou muito espantado, perplexo mesmo, mas adorou. A cama ficou encharcada. Não dá para comparar com um orgasmo comum. Acho impossível existir no mundo um prazer físico que se aproxime deste."

Rosinha

Enviado em 09-03-2008

E para o amigo q postou acima, NÃO É URINA!!!!!!
Espero q um dia vc conheça uma mulher q te mostre e prove a você que isso existe...

carlos.silva

Enviado em 13-03-2008

é urina sim.

não existe nenhum estudo cientifico que prove que não tenha traços de urina ou não seja totalmente composto de urina.

também é a unica parte da vagina que pode descarregar liquidos com pressão (oriunda da bexiga).

não existem estudos cientificos que comprovem a ejaculação feminina apesar de existirem alguns estudos cientificos a respeito (a maioria dos anos 80 ou anterior).

danib

Enviado em 14-03-2008

olha!!! eu so vou dizer uma coisa pra vcs!!!
eu não sou jatosss mas que eu solto bastante líquido quando eu gozo isso eu solto!
Se vcs não conseguem fazer com suas mulheres e namoradas é uma pena!mas dizer que não existe!!!kkkk
Na e so colocar a lingua na buceta e saber colocar essa e a diferença!!
mas nunca e tarde pra aprender!!
kkkk
boa sorte

danib

Enviado em 14-03-2008

olha!!! eu so vou dizer uma coisa pra vcs!!!
eu não sou jatosss mas que eu solto bastante líquido quando eu gozo isso eu solto!
Se vcs não conseguem fazer com suas mulheres e namoradas é uma pena!mas dizer que não existe!!!kkkk
Na e so colocar a lingua na buceta e saber colocar essa e a diferença!!
mas nunca e tarde pra aprender!!
kkkk
boa sorte

danib

Enviado em 14-03-2008

olha!!! eu so vou dizer uma coisa pra vcs!!!
eu não sou jatosss mas que eu solto bastante líquido quando eu gozo isso eu solto!
Se vcs não conseguem fazer com suas mulheres e namoradas é uma pena!mas dizer que não existe!!!kkkk
Na e so colocar a lingua na buceta e saber colocar essa e a diferença!!
mas nunca e tarde pra aprender!!
kkkk
boa sorte

Vibrador

Enviado em 20-03-2008

Pergunta : Pode uma melher fazer xixi enquanto goza ???
Acho que quase impossivel.
Outra coisa : Quando falei que a mulher expele liquido pela vagina, nao quis dizer que era excesso de lubrificacao. Esse liquido é uma coisa completamente diferente do liquido da lubrificacao, tanto na cor como na viscosidade.
Explico : Esse liquido que falo nao é viscoso como o da lubrificacao, é de cor clara, nao tem caracteristica nenhuma com urina.
Uma outra coisa importante é a quantidade. Só para se ter uma idéia, na ultima transa que tive observei que ela expeliu muito mais do que um copo de 250 ml, claro que nao fiz nenhuma medicao rsss, mas com certeza isso aconteceu.
Quanto a jatos, o que ja comprovei que sai sim, pequenos, cerca de 10 a 15 cm, e como já disse tudo depende de como o homem "esquenta" a mulher.
Já li e comprovei que a mulher quanto atinge varios orgasmos seguidos, sente vontade de urinar. E neste momento que a mulher se fecha pensando que ira fazer xixi e nao espele esse liquido.Como ja li em outros foruns "relaxa e goza"

alquimista

Enviado em 23-03-2008

Rosinha, muito bla=bla=bla no texto que vc colocou, porem nenhum indicio de evidencia científica. infelizmente tem muita gente que escreve livros a respeito pra ganhar um dinheirinho de pessoas que acreditam em tudo que leem sem levar em conta ou conhecerem criteiros cientificos, qualquer constatação nesse sentido PRECISA de um estudo cientifico publicado e aceito pela comunidade científica, todo o resto é BLA=BLA=BLA.

terceirorisco

Enviado em 17-05-2008

O que mais me impressiona não é a ignorância masculina sobre a ejaculação feminina, mas a ignorância das mulhers sobre o próprio corpo.
Certamente não existe ejaculação como estamos acostumados a pensar nos jatos que saem do pênis, mas é certo que as mulheres vertem um líquido da uretra diferente da urina. A cor, o cheiro e o gosto são completamente diferentes. A sensação em alguns momentos, pode ser confundida com a vontade de urinar e o medo que isso ocorra faz com que a mulher procure tensionar o esfíncter. No entanto, isto pode ocorrer quando as mulheres sentem-se a vontade com seus parceiros. Afinal, é bom lembrar que para alguns homens, a primeira vez que ejacularam, conscientemente, também tiveram a sensação de que poderiam urinar, pois a ejaculação masculina também é pela uretra.
Só não entendo os meninos ficarem tão irritados com o gozo das meninas. Vocês deveriam aproveitar esse conhecimento, por acaso vocês são misóginos? Homofobia também faz esse percurso, por acaso vocês são gays? Ou seria apenas um caso de egoísmo no sexo?
Seria bom refletir.




Faça aqui o download dos Emoticons de Levei um pé na bunda




Dicas sobre sexo.
Dicas sobre dietas.
Dicas sobre cultura.
Dicas sobre dinheiro.
Dicas sobre esportes.
Dicas sobre Namoro
Dicas sobre restaurantes.
Dicas relacionadas com Homossexualidade

Sites Interessantes:

Dicas Viagens Diretório Seguros Diretorio Cirurgía Empréstimos
Anúncios Gratis de ServiçosGuia FenixDiretório IndustrialDiretório Brasil

Início | Chat | Fórum | Cadastre-se | Fale conosco | Recomende este site | Enquetes